A importância da cor nas garrafas de vinho

Por Elmano Marques

O material utilizado para a elaboração das garrafas de vinho é o vidro, por ser resistente a ação de microorganismos e ácidos, fácil de higienizar e suscetível de obter a forma, a tonalidade e volume desejado. Em função da coloração que o vidro adote, o vinho pode evoluir de maneiras distintas. Na garrafa de vidro verde o vinho evoluirá de maneira mais lenta que o faria em uma garrafa de vidro transparente, uma vez o vidro verde tem uma capacidade muito maior de filtrar diferentes radiações de espectro do que o vidro incolor. Inicialmente foi a casualidade quem determinou a coloração do vidro para a confecção das garrafas de vinho.

Os primeiros vidros eram de cor âmbar por que a matéria prima que era utilizada pelos sopradores de vidro tinha muitas impurezas, motivo pelo qual eram obrigados a usar purificantes como o manganês que conferia tonalidades escuras ao produto final. Na atualidade, no entanto, a cor das garrafas de vinhos está vinculada a questões de marketing epodem variar desde o translúcido perfeito(para ressaltar a cor, os matizes e os reflexos dos vinhos) a tons de verde e amarelo.

As cores empregadas tradicionalmente são:

Em Bordeaux : garrafas de verde escuro para os vinhos tintos; verde claro para os vinhos brancos e secos e translúcidos para os vinhos doces.
Na Borgonha e Rhône: garrafas verde escuro
Na Alsacia e na região de Mosel: garrafas verde claro e algumas de cor âmbar.
No Novo Mundo: garrafas verde escuro para os vinhos tintos e garrafas translúcidas para os vinhos brancos.

Do

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *