Morre Chuck Berry, a lenda do Rock

Chuck Berry, uma das lendas do rock n’ roll, morreu neste sábado aos 90 anos. A informação foi confirmada pela polícia do Missouri, que respondeu a um chamado de socorro na casa de Berry, mas o guitarrista já não respondia mais aos cuidados médicos.

Ainda de acordo com a polícia, a família de Berry pede privacidade “neste momento de luto”. A causa da morte deve ser confirmada posteriormente.

Natural de St. Louis, no Missouri, Charles Edward Anderson Berry começou a tocar ainda novo, e já se apresentava em público quando cursava o ensino médio. Depois de ser mandado para o reformatório entre 1944 e 1947 por assalto a mão armada, casou-se e começou a trabalhar numa fábrica automotiva. Influenciado no início dos anos 1950 por blueseiros como T-Bone Walker, aventurou-se em trios e parcerias até chegar a Chicago em 1955, onde fez os contatos que lhe permitiriam seguir profissionalmente na música.

(Em De Volta para o Futuro, 1955 é também o ano em que Marty McFly toca “Johnny B. Goode” para uma plateia atônita com o “advento” do rock, e a citação de Chuck é completa numa menção a um fictício primo dele, Marvin Berry, que teria apresentado o riff de guitarra a Chuck pelo telefone.)

Numa época em que a música negra dos EUA se fazia com variações de blues, Chuck Berry começou a inovar trazendo para o R&B seus solos de guitarra e letras que falavam do dia a dia dos jovens, além de seu jeito único de performance, que mais tarde serviria de influência a outra geração, a de Elvis Presley. Até hoje rádios no mundo todo tocam as versões de Berry para clássicos do começo do rock, como “Maybellene” (1955), “Roll Over Beethoven” (1956), “Rock and Roll Music” (1957) e “Johnny B. Goode” (1958).

Do Omelete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *