Morre o publicitário Carol Fernandes

cf1

O mundo publicitário de Pernambuco está de luto. No início da noite de domingo (8), morreu aos 79 anos, em Gravatá, no Agreste de Pernambuco, o publicitário Carol Fernandes. Fundador da Itaity Publicidade, ele foi o criador de peças inesquecíveis da TV pernambucana.

O velório acontece às 12h desta segunda-feira (9), no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife. O corpo será cremado às 17h.

Carol Fernandes estava com infecção respiratória. Passou mais de 30 dias internado em um hospital de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. No sábado (7), voltou para casa, onde morreu por volta das 18h de domingo (8).

Torcedor do Santa Cruz, Carol Fernandes começou a vida como locutor de futebol. Nascido em Limoeiro, no Agreste pernambucano, trabalhou em emissoras de rádio. Depois, entrou para a propaganda e se tornou uma referência para várias gerações.

Entre as produções mais famosas, estão as criações para as Casas José Araújo. São elas: Davanira, a menina da varanda que deixava de queixo caído homens fantasiados de mulher no Carnaval de Olinda, e Festa da Conceição, quase um hino popular de louvor à Nossa Senhora.

Também é bastante lembrado o comercial das Casas Lux Ótica. Aquele do deficiente visual que dizia que, se pudesse, compraria um par de óculos. O mesmo da frase marcante: “Quando a gente não quer, qualquer desculpa serve”.

Premiado em todo o país, teve em ‘Davanira’ um dos dos ápices. A peça foi finalista do Prêmio Profissionais do Ano. Em matéria de músicas para publicidade, uma das mais conhecidas era o do antigo Colégio União. A peça mostrava os dedos da mão imitando estudantes que tinham sido aprovados no vestibular.

No mundo publicitário, também ficou famoso pelos bordões: ‘E o povão gostando!’, gravado por Luiz Gonzaga; ‘Onde quem manda é o freguês’, sobre as Casas José Araújo; ‘Seu novo sapato novo’, da sapataria Esposende; e ‘O puro gosto da natureza’, da Palmeiron.

Do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *