Noite mal dormida pode prejudicar a visão

1

Uma noite mal dormida ou as poucas horas dedicadas ao sono podem afetar gravemente a nossa visão. Na retina é encontrado um pigmento chamado de ”rodopsina”, que é sensível à luz e se regenera durante o sono. A insônia ou as poucas horas de sono podem prejudicar esse processo, e interferir na lubrificação dos olhos e como consequência, causar olho seco, irritação e ardência. O costume de dormir menos de 6 a 8 horas por dia aumenta o risco de alterações vasculares na retina, e pode ser um agravante para perda definitiva da visão.

Segundo a Dra. Ana Lúcia Arcoverde, “O escuro é importante, pois muitas células precisam de repouso e são ativadas pela luz. A falta de sono pode causar dor de cabeça e o estado de alerta constante pode vir a prejudicar na falta de lubrificação da córnea, causando irritação, olho seco e lacrimejamento”, conta. Ela diz ainda que a falta de sono também pode causar uma disfunção no músculo da retina e da acomodação causando visões duplas e turvas.

A diminuição do sono compromete a imunidade, diminuindo a capacidade do organismo em combater infecções. O desenvolvimento de doenças oculares, como conjuntivite viral, bacteriana e alérgica, especialmente no inverno, pode ser causado pela pessoa que dorme pouco. A outra causa é a desorganização do consumo de glicose no organismo e dificulta a utilização de insulina secretada pelo pâncreas.

E para combater a falta de sono, vão algumas dicas:

– Consuma frutas ricas em vitamina C (laranja, goiaba, acerola). Elas ajudam a melhorar a saúde dos olhos.
– Inclua algum carboidrato no jantar para aumentar a produção de insulina.
– Coma peixes de água fria e frutos do mar, eles equilibram as lágrimas e previnem a degeneração macular.
– Consuma castanha do Pará (em pequenas quantidades), pois o selênio ajuda a proteger os olhos.
– Espinafre e brócolis ajudam a proteger a retina.
– Evite usar o computador, tablete ou smartphone durante a noite, a luz emitida por esses aparelhos interferem no seu sono.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *