Ah, como era grande!!!

Morreu, na manhã desta quinta-feira (17) no Rio de Janeiro, o ator Paulo Silvino. O humorista tinha 78 anos e lutava contra um câncer.

Silvino estreou na TV Globo em 1966, apresentando um programa humorístico que satirizava a programação das emissoras de TV. Nos últimos anos ele fez sucesso como o porteiro Severino, em um quadro do Zorra Total.

O artista cresceu frequentando os bastidores do teatro e da rádio. Seu pai, o comediante Silvério Silvino Neto, conhecido por realizar paródias de figuras públicas no Brasil dos anos 1940 e 1950, levava o menino para acompanhar seu trabalho.

CARREIRA

Filho de Silvino Netto e Naja Silvino, não tardou a despontar para a carreira artística. Com 20 anos, ao lado de nomes como Altamiro Carrilho, Durval Ferreira e Eumir Deodato, lançou o LP Nova Geração em Ritmo de Samba, compondo e interpretando com sua voz abaritonada a maioria das canções, ainda sob o nome de Silvino Júnior.

Durante as décadas de 1960 e 1970, ampliou sua produção musical e teatral, escrevendo e atuando em peças e filmes. Passa pelas extintas TV Tupi, TV Continental, TV Rio e TV Excelsior.

Estreou na TV Globo em 1967, em TV Ó – Canal Zero e ganhou dois prêmios como o melhor comediante de televisão do ano. Desde então, apresentou e foi destaque em diversos programas de humor da TV Globo: Faça Humor, Não Faça Guerra, Satiricom, Planeta dos Homens, Balança Mas Não Cai, Viva o Gordo e Brasil Pandeiro. Em 1988, comandou inúmeras vezes o Cassino do Chacrinha, substituindo o Velho Guerreiro.

Esteve no SBT de 1989 a 1992, onde atuou em A Praça É Nossa e na Escolinha do Golias, com Ronald Golias. Participou da Escolinha do Professor Raymundo (1993 – 1995), na Globo, e da Escolinha do Barulho (1999), na TV Record.

De volta à Rede Globo, participou do programa Zorra Total, onde fez muitos personagens.

Seu humor era fortemente baseado em bordões e piadas de duplo sentido. Era, portanto, típico daquele que fez escola nos programas no qual atuou nos anos 60 e 70. São memoráveis o bordão do policial Fonseca, em quadro no qual contracenava com Jô Soares (“Guenta, doutor, ele gueeeeenta!!”), e, do porteiro Severino (“isso é uma tremenda bichona, seu diretor” e “Cara, crachá! Cara, crachá!”). O ator buscava a piada simples, mas de gosto popular, ao criar seus tipos, popularizando assim os bordões de seus personagens.

No cinema, participou de Um Edifício Chamado 200 (1973), Com a Cama na Cabeça (1973, autor do argumento), O Rei da Pilantragem (1968), Minha Sogra É da Policia (1958) e Sherlock de Araque (1957)

Após gravar seu primeiro LP e atuar em algumas novelas da TV Globo, Flávio Silvino teve sua carreira parcialmente interrompida em 2 de novembro de 1993 ao sofrer um grave acidente de carro que lhe causou danos cerebrais ao deixá-lo em coma durante 3 meses e meio.

Paulo Silvino fez parte do elenco de Zorra Total com seu personagem Severino, que participava do Strip Trem Quiz, e o Senador (Eu quero é mamar!!!). Com a mudança no Zorra Total, Silvino integrou o novo elenco do programa até o inicio deste ano.

O ator descobriu em julho de 2016 que tinha um endocarcinoma (câncer de estomago). Foi operado e desde estão lutava contra a doença.

Paulo Silvino deixou três filhos: Flávio Silvino, João Paulo Silvino e Isabela Silvino.

Do PlenoNews

Humorista Shaolin morre aos 44 anos

shaolin1

Por Diego Falcão

O humorista Francisco Josenilton Veloso, o Shaolin, que sofria das sequelas resultantes de um acidente de carro ocorrido em janeiro de 2011, em Campina Grande, morreu na madrugada desta quinta-feira (14).

Laudiceia Veloso, a esposa do humorista, informou através do Facebook, que Shaolin sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. Ele estava internado deste a terça-feira (12) quando entrou no hospital com um quadro febril e que infelizmente evoluiu para uma infecção respiratória.

“Depois de 1821 dias, nosso guerreiro terminou sua batalha. É com muita tristeza que divido a nossa dor com todos vocês. Shaolin apresentou um quadro febril nesta terça e que, infelizmente evoluiu para uma infecção, precisando de internação imediata. Recebemos a notícia do hospital, neste momento, que ele sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. As informações sobre velório e local de sepultamento, divulgarei mais tarde. Obrigada a todos pelas orações e pela força!”, escreveu Laudiceia.

shaolin11

Lucas Veloso, filho de Shaolin, também usou as redes sociais para desabafar e se despedir do pai: “Não aprendi dizer ‘adeus’/ mas deixo você ir, sem lágrimas no olhar/ seu adeus me machuca/ o inverno vai passar, e apaga a cicatriz.” Descanse em paz, meu guerreiro! Desejo honrar sua alegria todos os dias!”.

O corpo de humorista será velado e enterrado no Cemitério Campo Santo Parque da Paz, em Campina Grande ainda nesta quinta-feira.

O acidente

Na madrugada do dia 18 de janeiro de 2011, Shaolin sofreu um grave acidente de automóvel na BR-230, em Campina Grande, na Paraíba. Seu automóvel colidiu lateralmente com um caminhão, e Shaolin foi levado para o hospital com traumatismo craniano e o braço esquerdo com fratura exposta e quase amputado.

Em maio de 2011, Shaolin saiu da UTI para um quarto no hospital, ainda em coma. Em 10 de junho, em “estado mínimo de consciência e clinicamente estável”, segundo o hospital, Shaolin recebeu alta e voltou para casa em Campina Grande, após 145 dias internado.

shaolin21Trajetória

O ator e comediante Shaolin começou sua carreira no Teatro Municipal Severino Cabral, em Campina Grande. Na televisão, trabalhou ao lado de Faustão no “Domingão do Faustão”, fez participações no humorístico “A Praça é Nossa” do SBT, “Show do Tom” e “Tudo é Possível” da Record.

Seu último trabalho foi ao lado de Ana Hickmann no “Tudo é Possível”, fazendo paródias de Joelma, Leonardo, entre outros famosos.

Em tempo

Mesmo após o acidente de carro, Shaolin continuou como contratado da Record. Durante sua recuperação, o humorista ganhou uma máquina da apresentadora Ana Hickmann pela qual poderia se comunicar.

Segundo a equipe médica que o acompanhava, ele recusou usar o equipamento pois tinha dificuldades de movimentação e por isso ficava ansioso.

Gugu Libertato fez uma visita ao humorista em março do ano passado. Laudiceia falou um pouco sobre a vida cuidado de Shaolin: “Eu me sinto guardiã dele. Sinto que ele confia muito em mim. Sabe que eu sempre o defenderei. Shaolin é um ser humano iluminado”. Ela ainda revelou que a Record mantém o contrato com o humorista até os dias atuais e é com isso que ela financiava os gastos mensais para o tratamento, que giravam em torno de R$ 20 mil.

Repercussão

Ana Hickmann usou seu perfil no Instagram para homenagear o humorista. “Olá galera. Hoje o dia começa muito triste. Nosso querido Shaolin partiu. Você vai fazer muita falta aqui nessa terra meu amigo. Brilhe muito ao lado do Senhor, para que esta luz conforte tua esposa e teus filhos que sempre estiveram ao seu lado”, escreveu a apresentadora da Record.

Teatro Boa Vista recebe o peru de Zé Lezin

ZE

Por Gabriel Diniz

O público que compareceu ao Teatro Boa Vista, na noite deste domingo (20), recebeu um verdadeiro presente de final de ano. No palco, o humorista Zé Lezin apresentou em seu novo show, histórias estrambólicas e cabeludas sobre o Natal, entremeando os “causos” com o trajeto de Papai Noel e reeditando as piadas temperadas que o consagraram com bastante bom humor. O espetáculo foi promovido pela Cia do Riso e Gugga Macel que, pelo quarto ano consecutivo, trazem o artista para animar os recifenses que gostam de dar boas risadas.